Nova York é provavelmente minha cidade preferida no mundo e de muita gente também. Isso porque é o tipo de cidade que sempre tem algum lugar novo pra ir ou algum lugar pra ir de novo. Já fui pra lá quatro vezes e em quase todas fiz algum programa repetido, seja pela época do ano, seja por estar com pessoas que estão pela primeira vez na cidade ou porque gostei muito mesmo (como atravessar a ponte do Brooklyn, rs). Por isso, nesse post vão ter fotos e dicas em todas as estações do ano misturadas. Ainda que tenham milhares de blogs com dicas de Nova York, mostrar aqui meu roteiro, dicas do que fazer e onde eu gosto de ir. <3

Fiz aqui um roteiro de 6 dias, com tudo o que eu mais gosto, meio que um must see em uma primeira viagem. O roteiro e a quantidade de coisas que dá pra se fazer em cada dia depende muito da época do ano. Por exemplo no inverno, se pegar dias de neve, apesar da paisagem ser diferente e linda, o dia rende bem menos, já no verão (se não for no auge da estação, mesmo que o calor seja enorme), o dia rende muito mais. Difícil dizer qual a melhor época, cada uma tem um charme e atrações diferentes de acordo com a época do ano.

Esse roteiro estão com os dias bem cheios (imaginando dias bons de primavera), mas dando preferência pra coisas que dá pra fazer a pé, que são perto uma das outras, mas que dependendo do seu ritmo, precisam ser divididos em mais dias ou tirar algumas coisas. A dica de sempre prevalece: não siga o roteiro à risca nem faça tudo correndo, vá descobrindo a cidade no seu ritmo e aproveite. 🙂

Onde ficar em Nova York

Ainda que Nova York não seja uma cidade barata para se hospedar, é muito importante ficar em um lugar perto de metrô. Isso vai ajudar a economizar tempo e dinheiro. Midtown Manhattan (perto da Times Square), Upper West Side (esses arredores do Central Park), Upper East Side (que costuma ser mais caro) são minhas regiões preferidas. Mas se você achar hospedagens em conta no Village, Chelsea, Brooklyn também são bons locais.

Dependendo da data você encontra bons preços. Eu já fui pra lá e fiquei em hostel quando era mais nova, no Jazz on the Park, que tem preço bom, é bem localizado. Depois fiquei no Edison Hotel que tem uma localização excelente e recomendo muito. Fique de olho que de vez em quando eles fazem promoções, lembro que nossa hospedagem ficou bem em conta e era na esquina da Times Square. Outras dicas: Hotel Pennsylvania, várias pessoas me indicaram. É mais simples, mas tem o preço e a localização muito boas. Além dos conhecidos de grandes redes, como o La Quinta Inn, Travel Inn e Comfort Inn.

PS: Um táxi do aeroporto JFK até Manhattan custa cerca de U$ 65 mais gorjetas. Tem um post explicando como ir do aeroporto JFK à Manhattan e vice-versa de metrô.

Roteiro em Nova York

Dia 1 – Reconhecimento de território

Esse dia pode ser feito quase todo a pé se não estiver muito frio. 😉 Está na ordem e é só ir descendo.

Times Square (ir durante o dia e durante a noite – são duas experiências diferentes). Lá tem muitas lojinhas pra entrar, como Hershey’s, M&m’s, Disney… O Museu de Cera da Madame Tussauds também fica ali.

5th Avenida: Uma das avenidas mais famosas do mundo e a cara de Nova York! Sugiro seguir da Times Square na rua 50h em direção à quinta avenida, que é onde está o Rockefeller Center.

Rockefeller Center: É um dos cartões postais de NY. Aqui que fica a famosa pista de patinação (que funciona somente no inverno), a estátua de Prometheus e aquela árvore de Natal gigante de filme. É lá também um dos pontos de observação panorâmica da cidade, o Top of the Rock. Foi nesse que eu fui e achei que vale a pena, tem vista para o Central Park e Empire State. A entrada custa cerca de U$ 39 durante o dia e U$ 45 no pôr do sol, com as taxas. Os ingressos podem ser comprados online para evitar filas.

top of the rock
Essa foto é da primeira vez que fui pra NY e ainda é uma das minhas preferidas. Meu sonho um apto com essa vista, haha

rockefeller

Grand Central Station – 89th and 42nd. Considerada a maior estação de trem do mundo, com 44 plataformas. Foi inaugurada em 1903. Tem várias lojas e restaurantes lá dentro. É cenário de vááários filmes, vale a pena conhecer. 😉

grand central nyc
Grand Central

Dica de local pra almoçar: Urban Space Vanderbuilt – fica na 45th com a Vanderbuilt. É daqueles mercados com várias opções de alimentação, tipo a Mercadoteca de Floripa.

Biblioteca Pública – 5a Av com a 42nd. É a segunda maior biblioteca dos Estados Unidos, com um acervo de 53 milhões de livros. Também foi cenário de muitos filmes. É muito linda! Fique atento(a) aos horários, nos domingos funciona das 13h às 17, nas terças e quartas das 10h às 20h e nos demais dias das 10h às 18h. Fica do lado do Bryant Park, que também tem pista de patinação no inverno.

Macy’s (34h com a Broadway) – é uma das maiores lojas do mundo, com 10 andares e um quarteirão. Dá pra perder um tempinho por lá.

Empire State Building – Fica na rua da Macy’s, uma quadra para frente também na 34h. É possível comprar os ingressos online, o preço varia entre U$ 37 e U$ 57. (eu nunca fui nesse, só no Rockfeller que acho excelente)

Dia 2

Central Park – O parque é gigante e tem vários pontos famosos, todo cinematográfico, dá pra ficar muito tempo lá. Se estiver um clima bom, dá pra ficar o dia todo lá passeando. Os lugares mais importantes/marcantes são: Strawberry Fields (é só um ícone no chão em homenagem ao John Lennon e fica bem na frente do Dakota Building, prédio em que ele foi assassinado), Belvedere Castle, Bethesda Fountain, The Bow Bridge, The Loeb Boat House, The Mall… É bom pegar um mapa e ir circulando os lugares que você quer ir. Eu me perco todas as vezes.

bow bridge central park
Verão – Bow Bridge, quem reconhece? Foi cenário de vários filmes!
chafariz central park
Bethesda Fountain – também cenário de váários filmes e séries.

Metropolitan Museum: Um dos mais maiores e mais conhecidos do mundo, tem galerias com obras de diversos lugares do mundo, incluindo um grande acervo de obras europeias. Dá pra fica horas lá dentro! É lá que acontece anualmente o Met Gala, um evento temático beneficente com várias celebridades. A entrada custa U$ 25 e vale por 3 dias consecutivos para os museus Met Fifth Avenue, Met Breuer e Met Cloisters. O mais famoso e o único que eu conheço, o Met Fifth Avenue, fica aberto todos os dias da semana. De Domingo à quinta é das 10h às 17h30 e sextas e sábados das 10h às 21h.

Museu de História Natural – No meio do passeio no Central Park, dá pra ir nos dois museus. São em lados opostos do parque, mas leva só 15 minutos para atravessar. Não sei opinar qual o melhor porque os dois são muito diferentes um do outro e muito legais. Se possível, vá nos dois. O Museu de História Natural foi o cenário do filme Uma Noite do Museu, e o Museu onde o Ross do Friends trabalha. É muito legal também pra crianças, tem várias partes sobre dinossauros. A entrada custa U$23 e é Pay-what-you-wish, o que significa que é um preço sugerido, mas você pode pagar quanto quiser. Mas essa modalidade só vale no balcão e não para ingressos online.

museu de historia natural de nova york

Times Square à noite: A Times Square à noite é muito melhor do que durante o dia. Tem muitas lojas e restaurantes, além de todos os musicais acontecendo nas redondezas. Se tiver algum que você faça questão de ir, compre o ingresso com antecedência, na bilheteria do teatro ou no guichê da TKTS que fica no meio da Times Square. Se der sorte, vai encontrar ingressos com desconto pra mesma noite. A TKTS também tem guichê em outros lugares de NY, que tem menos fila e também ingressos com desconto. Nesse link tem todos os shows em cartaz no momento. Os mais famosos são O Fantasma da Ópera, Aladdin, O Rei Leão, Wicked, The Book of Mormon e o novíssimo Harry Potter and the Cursed Child.

Também já fui no Museu de Cera da Madame Tussauds de Nova York. Aproveitamos um dia que estava chovendo e não dava pra aproveitar muito ao ar livre. Como esse museu tem em várias cidades do mundo, é legal ir uma vez que você não sente vontade de ir em outros, rs. O ingresso custa a partir de U$29.

Dia 3

Flatiron Building: É o prédio famoso e cartão postal de Nova York, com formato de ferro de passar, foi inaugurado em 1902. Mas é ir ali só pra tirar fotos mesmo, não dá pra visitar. Fica na quadra entre a Broadway e a 5th Av, e entre as ruas 22nd e 23rd.

flatiron building

Eataly: Fica na frente do Flatiron Building, é um complexo de restaurantes e lojinhas gastronômicas.

High Line: É um parque feito nas linhas de trem abandonadas que passam por cima da cidade, e é muito legal. Pelo caminho tem intervenções artísticas e diferentes vistas para a cidade. Minha dica é entrar no parque na 30h Street com a 10h avenida e vim andando pelo parque até o Chelsea Market, que fica na 16h Street com a 10 Av, dá cerca de 30 minutos caminhando devagar.

high line primavera
Vai dizer que não é linda no verão também?
high line track
No meio dos trilhos <3
high line park ny
<3

Chelsea Market: É um daqueles mercados gastronômicos que a gente ama! Com cara de fábrica antiga (na verdade foi a fábrica da Nabisco até o início da década de 20), o Chelsea Market fica na área conhecida como Meatpacking District e nos últimos 15 anos se tornou uma referência em Nova York tanto para moradores como para turistas (são cerca de 6 milhões de visitantes por ano). Os mais de 30 estabelecimentos que vendem todo tipo de comida, de queijos e vinhos à bolos e donuts.

chelsea market

Whitney Museum: Criado em 1930 para expor a arte moderna americana, a nova sede do Whitney Museum foi inaugurada em 2007 e ampliada em 2015. A entrada custa U$ 25 e é uma ótima opção de passeio pra quem gosta de arte moderna. O Museu fica três quadras pra baixo do Chelsea Market, na 11th Av com a Gasenvoort St.

Moma: 11 West 43th Street. Aberto todos os dias das 10h30 às 17h30. Nas sextas fica aberto até às 20h e a entrada é de graça nesse dia entre 16h e 20h. A fila para entrada gratuita é na 54th Street. Sugere-se que as pessoas cheguem após às 18h por causa das longas filas. Nos demais dias, a entrada custa U$ 25.

Dia 4 – Sul de Manhattan

Battery Park: Parque bonito que fica no sul de Manhattan. É de onde saem os ferries para a Estátua.

Estátua da Liberdade: Para ir até a Estátua, há algumas opções de tickets. A maioria delas sai do Battery Park (em Manhattan) ou da Liberty State Park (em New Jersey), e os passeios incluem uma parada no Museu de Imigração em Ellis Island e o audioguia. Os valores são a partir de U$18,50, mas para subir até a coroa é U$ 21,50. É recomendado comprar os ingressos online para evitar filas. Uma opção gratuita de ver a estátua é ir até o Staten Island Ferry, ao lado do Battery Park, e de lá pegar o Ferry para Staten Island, que é um barco gigante que leva as pessoas até Staten Island e volta (não desça em Staten Island). Ele não para na estátua, mas passa bem perto, dá pra ter uma ideia. Subindo da estação de Staten Island onde está o Ferry (nem 10 minutos a pé), fica o touro de Wall Street.

Wall Street: Bem ao sul de Manhattan, Wall Street é o distrito financeiro de Nova York, onde ficam as bolsas de valores e o famoso touro, chamado de Charging Bull (Broadway com a Beaver St). Dizem que pegar nas bolas dele atrai dinheiro, por isso sempre tem uma fila pra isso, haha. Em 2017, foi instalada uma estátua de uma menina em frente ao touro, chamada de Fearless Girl. Ela era de uma campanha da State Street Global Advisors para incentivar as empresas a contratar mais mulheres em seus conselhos. Ela era uma instalação temporária, mas em meio a polêmicas, está lá até hoje. Subindo a rua, em 10 minutos de caminhada, você chega no Ground Zero (Greenwich com a Fulton St).

Ground Zero: Memorial do 11 de setembro. Tem uma pracinha com as marcações onde eram os dois prédios. No One World, prédio reconstruído, é possível subir até o último andar para ter uma vista panorâmica da cidade.

onw world trade center nova york

Tem dois grandes espaços, que é o vazio de onde eram os dois prédios. Os nomes de todas as quase 3 mil vítimas estão escritas ao redor. :(
Tem dois grandes espaços, que é o vazio de onde eram os dois prédios. Os nomes de todas as quase 3 mil vítimas estão escritas ao redor. :(

World Trade Center Station – Oculus: Fica atrás do World Trade Center, é uma espinha de peixe gigante impossível não ver. A estação de metrô projetada pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava (o mesmo do Museu do Amanhã do Rio de Janeiro). Vale a pena entrar e ver por dentro, que é também um shopping center, o Westfield Mall.

one world trade center

oculum nova york

Century 21: Loja também ao lado do One World Trade Center. É bem grande, vende várias marcas e os preços costumam ser melhores que em outros lugares da cidade, quase um outlet. Se você for com paciência, encontra vários achados!

Brooklyn Bridge: Do World Trade Center, em mais 15 minutos de caminhada, você chega na ponte do Brooklyn (o começo da ponte fica quase em frente ao City Hall, a prefeitura da cidade). Atravessar essa ponte é, na minha opinião, um dos passeios mais legais. É de graça, tem uma vista linda e até a Estátua dá pra ver. Quando chegar no Brooklyn, procure pelo Dumbo Park, logo abaixo da ponte, a vista é ainda mais bonita!

brooklyn bridge

Brooklyn Brewery: Pra quem gosta de cerveja, essa cervejaria é o novo local do momento. Dá pra só beber e comer por lá, mas eles também oferecem tours guiados em determinados dias e horários. No final do mês de abril o local ficará fechado alguns dias para reforma, por isso cheque no site antes da sua visita. Não é perto da Brooklyn Bridge, vai ser preciso pegar um metrô ou uber, (no site tem como chegar de metrô, partindo de diversas direções), o endereço é 79 North 11th Street in Williamsburg, Brooklyn.

Dia 5

Soho: bairro famoso e descolado, com várias lojas e barzinhos. Vários famosos tem casa nesse bairro.

Greenwich: Eu amo esse bairro porque ele é bem aquele de filmes e é onde fica o apto da Carrie de Sex and the City. Também aqui fica a Magnólia Bakery, q ja foi famosa (401, Bleecker St) Casa do Friends: Fica no bairro de Greenwich Village, no cruzamento das ruas Bedford and Grove. Uma foto ali é imperdível pra quem é fã da série. <3

Washington Square Park: Esse parque é um dos meus lugares preferidos de NY (mais um deles). Também é cenário de vários filmes, tem vista pro Empire State e quando o tempo está bom tem vários músicos e artistas de rua.

Washington Square Park no inverno
Washington Square Park no inverno
Washington Square Park no verão
Washington Square Park no verão

Hudson River Park: Essa é a recomendação de um passeio que eu nunca fiz, caminhar nas margens do Rio Hudson (especialmente se não estiver frio). Vi que tem algumas atividades, como esportes, restaurantes etc. Pelo mapa, parece que fica mais interessante entre os pires 45 e 46. Quem fizer me conta. 😉

Jogos NBA: Dependendo da época do ano, terão jogos de basquete acontecendo no Madison Square Garden. Eu que nem acompanho muito fui em um do Knicks e achei uma experiência muito legal. De qualquer maneira, cheque o site do MSG antes da sua viagem. Se não tiver basquete, há grandes chances de estar tendo jogos de hóquei ou shows de grandes artistas.

Dia 6

ONU – 1st Av com 46th St: Esse é um dos passeios mais interessantes de Nova York, onde você faz um tour onde vão te explicando como a Organização promove a cooperação mundial e busca garantir os direitos básicos das pessoas, como saúde, educação e segurança entre todos os outros trabalhos que eles promovem no mundo. Já fiz esse tour duas vezes e em cada uma delas visitei lugares diferentes. Dependendo da época você consegue também entrar no salão da Assembléia Geral e/ou do Conselho de Segurança. A ONU tem hoje 193 países membros e nessa visita você fica sabendo de várias curiosidades e informações interessantes, dos seus órgãos e sistemas, como OMS, UNICEF e UNESCO. É incrível estar dentro dos lugares onde grandes líderes de Estado mundiais se reúnem e só vemos pelos noticiários.

As visitas no prédio das Nações Unidas em Nova York estão abertas de segunda à sexta das 9h às 16h45. Custa U$ 22 e tem o tour algumas línguas disponíveis além do inglês. Verifique na hora da compra os horários dos tours que saem em português. Como todos os outros passeios, a recomendação é comprar os ingressos online com antecedência.

ONU
Olha essa cara de baby da primeira vez que fiz esse tour, em 2009. Ali atrás, a Assembleia Geral da ONU

ONU NYC

Guggenhein Museum – Outro museu famoso na cidade, projetado por um dos maiores arquitetos americanos, Frank Lloyd Wright. O prédio já é uma atração, formado por galerias em espiral. Fica entre as ruas 88th e 89th com a 5th avenida e custa U$ 25.

O Guggenhein fica na Upper East Side, bairro rico de Nova York (oi Gossip Girl) e uma delícia de caminhar por ali. Também fica em frente ao Central Park, então minha dica pro último dia é aproveitar mais do parque (porque com certeza você não teve tempo de ver tudo, rs) e à noite aproveitar mais um pouco da Times Square e seus musicais.

Vou continuar atualizando esse post conforme eu for voltando pra NY (amém) e também se eu lembrar de outras dicas.

O Viajapinha é parceiro do Booking, por isso, ao fazer a reserva da sua hospedagem por um de nossos links, você me ajuda a manter o blog, pois ganhamos uma pequena comissão, e você não paga a mais por isso: Booking.com

Você também pode gostar de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *