epcot from china

Epcot – Walt Disney World – Parte I

wordl showcase_viajapinha

O EPCOT, significa Experimental Prototype Community of Tomorrow (ou Protótipo Experimental da Comunidade do Amanhã) é o parque mais adulto em comparação com os outros. O parque é dividido em duas parte: Future World e World Showcase. Como o parque é enorme, dividi o post em dois, esse primeiro sobre o Future World e o segundo sobre o World Showcase (melhor parte <3)!

O Future World é onde eles falam sobre invenções e preocupações com o futuro (como energia, comunicação e meio ambiente). O World Showcase é a parte onde tem os pavilhões de 11 países, com restaurantes típicos, lojas e apresentações artísticas. Uma das coisas que eu mais gosto nesse parque é que ele é bem amplo e dificilmente passa a sensação de estar lotado (mesmo estando).

O fast pass pro Epcot é diferente do Magic Kingdom, nesse parque as atrações são divididas em dois grupos e você pode escolher uma atração do grupo 1 e duas do grupo 2. No grupo 1 estão o Test Track e o Soarin’, (que são as duas mais populares e com filas mais longas) e também o Illuminations, Mission Space e Living with the Land (não gaste FP nesse). Recomendo o Soarin’, (minha atração preferida de toda a Disney) e também porque a fila costuma ser mais demorada. No grupo 2 tem o Disney and Pixar Short Film Festival, o do Figment, Spaceship Earth, The Sea with Nemo and Friends, Tuttle Talk with Crush e o Character Spot (para tirar foto com Mickey, Minnie, Donald, Pateta). Desses, minha sugestão são Spaceship Earth e o Character Spot. 🙂

mapa epcot

Se você entrar no parque pela entrada principal, o Future World é a primeira parte que você vai ver. A Spaceship Earth (a famosa bola), conta a história da Comunicação e você pode selecionar diversos idiomas, inclusive o português. É uma atração que eu acho bem interessante. Mais pra frente, tem dois pavilhões, um de cada lado, chamado Innovetions, com jogos e exposições interativas que incentivam a criatividade.

epcot

À esquerda está o Mission: Space que simula uma viagem ao espaço. São cabines que entram 4 pessoas e cada uma tem uma função na viagem (navegador, piloto etc). Você pode escolher entre dois níveis: laranja ou verde. O verde é bem leve, recomendado pra quem tem problemas de saúde ou é mais sensível  e o laranja é mais intenso. Eu fui nessa atração duas vezes no laranja e nas duas passei muito mal, com muita tontura e enjoo. As outras pessoas que foram comigo não sentiram nada, então se você é mais sensível, melhor não arriscar.

mission space

Ao lado está o Test Track, atração super popular, que simula que você está dentro de um carro que está sendo testado na fábrica. Essa atração tem Single Rider (fila um pouco mais rápida, mas em que você não irá com seus amigos) se você não tem Fast Pass e a espera é longa, é uma alternativa.

Voltando em direção ao centro (se olhar no mapa, verá que essa parte as atrações formam um círculo, foi o jeito que achei de explicar), perto do Test Track está a Mouse Gear, maior loja do parque e com vários souvenirs do Epcot.

Em frente, depois do chafariz está a loja da Coca-Cola em que você pode provar a bebida típica da marca em cada país (inclusive o Kuat do Brasil). Lá também tem vários produtos da marca. Ao lado está o Character Spot, para tirar foto com o Mickey, Pateta, Donald e Minnie. Você pode pegar Fast Pass do grupo 2.

Seguindo em frente tem o pavilhão The Land, lá é onde fica o Soarin’, minha atração preferida de toda a Disney e também com uma das filas mais demoradas. Ele simula um voo de asa delta pela Califórnia.

Dentro desse pavilhão tem também o Living with the Land, em que você entra em um “barco” e conhece estufas com vários tipos de plantações e criações de peixes. A maioria das pessoas acha chato, mas eu gosto. Tem Fast Pass para essa atração, mas normalmente não precisa (e se precisar não gaste um FP aqui).

Ao lado tem a “Circle of Life”, é um filme em que o Timão e o Pumba falam da destruição da natureza e sobre a importância de cuidarmos do meio ambiente. Eu gosto dessa também, além de ser uma opção para descansar e sentar um pouco. 🙂

Saindo do The Land, à esquerda, tem a atração do Nemo, The Sea with Nemo and Friends. É bem infantil, passando por um aquário com os personagens do Nemo cantando. Saindo tem um aquário bem grande, em que dá pra ver vários tipos de peixes, arraias etc. Também na saída dessa atração tem outra, a The Turtle Talk with Crush, é interativa, em que o Crush (a tartaruga do Nemo) conversa com as crianças, é sensacional ouvir as perguntas delas pra tartaruga, divertidíssimo. 🙂

epoct

Na última vez que eu estive lá, o Disney and Pixar Short Film Festival ainda não existia. Está agora no lugar do Captain EO e Querida encolhi as crianças. Pelo que entendi, é um cinema interativo 4D com alguns curtas já conhecidos da Pixar (Get a Horse, For the Birds e La Luna).

O Epcot também tem alguns festivais ao longo do ano. Em setembro-novembro acontece o Festival of Food and Wine, que está na minha lista de coisas pra fazer.  Eles colocam barraquinhas com comidas típicas de vários países (inclusive Brasil) a um preço acessível. Também acontecem seminários com chefe internacionais, degustações e exposições, além de uma programação noturna, com shows no America Garden Theatre. Em 2016, a 21a edição acontece entre os dias 14 de setembro e 14 de novembro.

Eu fui uma vez em março de 2011, época do Flower and Garden Festival, em que todo o parque ganha esculturas de folhas e flores, é muito lindo. Em 2016 acontece de 2 de março a 30 de maio. Aqui no site oficial tem mais informações, mas já vi que terá também barraquinha de comidas de rua no World Showcase e também shows no espaço em frente ao pavilhão dos Estados Unidos.

festival of flower and garden epcot
Flower and Garden Festival

epcot

Você também pode gostar de

Um comentário em “Epcot – Walt Disney World – Parte I

Deixe uma resposta