ryanair

Viajando de low cost na Europa – Como é voar de Ryanair?

Para ir de Bruxelas (contei sobre nosso dia aqui) até Barcelona, pegamos um voo da Ryanair, companhia aérea européia famosa pelos voos a baixo custo, mas com algumas restrições, como bagagem, check in etc.

Compramos a passagem pelo site com antecedência e os voos eram realmente bem baratos. Mas o valor mais barato não permitia levar mala despachada e a mala de mão era bem restrita. Por isso acabamos comprando o Leisure Plus, que é um meio termo entre a econômica e a executiva.

Categorias de passagens:

Normal: estava cerca de 35 euros, mas não permitia nenhuma mala despachada e a mala de mão tinha dimensões bem pequenas. O check in, é cobrado se feito no aeroporto (acredito que cerca de 5 euros), mas é gratuito se feito online de 7 dias a 2 horas de antecedência. Se não estiver com muita bagagem, essa categoria é muito barata. (Simulei uma compra agora e dependendo do dia sai até por 17 euros!)

Leisure Plus: cerca de 50 euros, com direito a uma mala despachada (de 20kg somente) e uma mala de mão. Também permite o check in gratuito com 30 dias de antecedência, já levei do Brasil. O embarque é prioritário (não que isso faça diferença, haha). Foi nessa categoria que viajei, por causa da minha mala que era uma média.

Business Plus: Estava mais de 120 euros e a maior vantagem sobre os outros é que tem bilhetes flexíveis. Também tem embarque e lugar prioritários. A bagagem é só de 20kg também, então se você tem mais malas ou peso, teria que pagar o excesso de qualquer maneira.

A dica é que você fique verificando por vários meses, quanto maior a antecedência, maior a chance de pegar promoções. Enquanto estávamos pesquisando vimos uma variação de preço bem grande. Como estávamos monitorando, quando chegou em um preço mais baixo já compramos. Mas começamos esse monitoramento com cerca de 4 meses de antecedência. Fiz uma simulação para o próximo mês e outra para daqui a 4 meses, olha a diferença:

Valores para mês que vem
Valores para mês que vem
valores-low-cost-europa
Valores para mais de 4 meses.

No aeroporto

Chegamos cedo e tivemos que esperar dar 2 horas antes do voo, que foi quando abriram o check in para podermos despachar a bagagem e entrar na sala de embarque. O aeroporto de Bruxelas (o Zaventem) é pequeno na parte de fora e com poucas opções de lugar para comer. Já no portão de embarque tem vários cafés, lojas e restaurantes.

Já na hora de despacharmos as bagagens tínhamos uma fila prioritária sinalizada. Isso foi uma vantagem, pois as pessoas que estavam com a passagem normal estavam fazendo check in e a outra fila estava bem lenta.

Entramos no portão de embarque e logo depois do raio x tinha um quiosque de água por 1 euro. Em seguida achamos uma lanchonete para comer. No voo não servem água nem nenhum tipo de lanche. Tudo é cobrado, então vá bem alimentada e leve sua água.

Quando achamos o portão de embarque já estavam chamando. Fomos novamente na nossa fila prioritária (me achando, haha) e entramos primeiro. O atendimento dos comissários foi  bem simpático.

A aeronave é bem apertada e a poltrona não reclina nada. Não tem aquela parede separando a porta dos assentos, virou tudo poltrona.

Eu estava preocupada que falassem da minha bagagem de mão, pois falam que pode somente um item e eu estava com uma bolsa e uma mochila cheia. Ninguém falou nada sobre isso. 🙂

voando-low-cost-europa

Li uma vez que o dono da Ryanair já cogitou tirar o banheiro da aeronave para ter mais espaço para poltronas (o banheiro ainda está lá) e cogitou também levar pessoas em pé. Não sei o quanto é verdade e o quanto é lenda, mas é fato que o avião é bem cru, sem nenhum tipo de extra (nem uma revista de entretenimento tinha).

Os voos low cost costumam partir e pousar em aeroportos menores e mais distantes da cidade e não dos aeroportos internacionais. Nesses trechos demos sorte, pois tanto em Bruxelas como em Barcelona (El Prat) os aeroportos eram os principais, então foi bem fácil o descolamento usando o transporte público dessas cidades.

De qualquer maneira, pesquise bem qual o aeroporto de saída e de destino, pois alguns são realmente muito distantes da cidade e a diferença com uma companhia maior partindo ou chegando em um aeroporto mais central pode compensar a diferença de preço. Planeje sempre!

O voo foi bem pontual e chegamos em Barcelona tranquilamente. Nossa bagagem estava lá na esteira nos esperando. Voltaria a voar com essa companhia, ainda mais com os preços praticados. 🙂

booking

(O post com TODOS os nossos gastos na Europa já está quase pronto. Já tem Londres e Paris.)

Você também pode gostar de

Um comentário em “Viajando de low cost na Europa – Como é voar de Ryanair?

Deixe uma resposta