Nesse mês de fevereiro visitei pela primeira vez um país e cidade que eu sempre quis: a Cidade do México! A terra natal da Usurpadora e do Chaves tem tantas coisas legais para ver e superou todas as minhas expectativas. Vou fazer um post separado com o roteiro e nossas atividades, mas nesse vou falar sobre a moeda (o peso mexicano) e o câmbio, onde se hospedar, os golpes que caímos, haha.

[Confira os posts com nosso roteiro, primeiro dia, Pirâmides de Teotihuácan, Basílica de Guadalupe, Museu Frida Kahlo, San Angel Inn e quanto gastamos]

Um resumo sobre a Cidade do México

Quando se pensa em México para turismo, a maioria das pessoas pensa logo nas cidades mais famosas, como Cancun, Playa del Carmen e Acapulco. Mas vou falar que a capital, a gigante Cidade do México tem muitas atrações e história para oferecer e ganhar o seu coração como ganhou o meu. A cidade está entre uma das maiores do mundo, com 9 milhões de habitantes e é também a mais antiga capital das Américas. Tem uma das culturas mais ricas e uma das histórias mais interessantes que já ouvi falar, são milhares de anos e várias civilizações que habitaram o local, e entre seus habitantes mais conhecidos estão os astecas. Foi impossível nesses poucos dias que passamos lá entender tudo, mas foi uma boa introdução e um bom motivo para voltar e aprender um pouco mais.

A moeda, o peso mexicano, é desvalorizada e tirando a passagem aérea, é uma viagem relativamente barata se comparado com outros países. O povo é simpático, acolhedor e solícito.

A comida é tudo aquilo que conhecemos aqui, mas com muito mais pimenta. Tem muita tortilha, guacamole, burritos, feijões e mais coisas que eu nunca tinha ouvido falar. Teve também tequila (que eles não usam sal como nós), mezcal, arte e história com seus museus riquíssimos, artesanato e cores.

Temperatura na Cidade do México em Fevereiro

Fomos agora no início de fevereiro e o tempo foi perfeito. Todos os dias tinha céu azul, e por ser uma cidade mais alta (cerca de 2000m de altitude), era frio pela manhã (cerca de 10 graus) e um pouco mais quente à tarde (pouco mais de 20 graus). Pelo que pesquisei, nem o verão nem o inverno é muito rigoroso e a chuva é escassa por lá. A temperatura média anual é de 15ºC.

O clima é seco e poluído, por isso quem sofre de rinite pode sentir um efeito maior por lá. Eu tenho, mas levei meus remédios e isso minimizei os sintomas.

cidade do mexico tempo
Esse céu azul esteve com a gente todos os dias! :)

Visto, Vacinas e Imigração no México

Compramos uma passagem promocional pelo Aeroméxico, um voo direto saindo de São Paulo. Para entrar no México não é necessário visto e nem nenhuma vacina especial. A imigração foi bem tranquila, só nos perguntaram quantos dias iríamos ficar e se só ficaríamos na Cidade do México. Muitas das pessoas do nosso voo só estavam fazendo conexão para os Estados Unidos.

Update: Consulte sua companhia aérea antes da sua viagem. Algumas já exigem a vacina contra febre amarela para qualquer viagem internacional, como a Copa. E a vacina deve ser tomada pelo menos 10 dias antes e tirar o Certificado Internacional de Vacinação, por isso, cheque essa informação com antecedência.

Câmbio: Peso Mexicano

O câmbio é outra coisa favorável: cada 1 dólar dava quase 20 pesos mexicanos. Pesquisei muito sobre a melhor maneira de fazer a conversão e cheguei a duas conclusões: trocar em dólar no Brasil e por peso lá, ou sacar em caixa eletrônico lá. Acabei optando por trocar o dólar aqui. Chegando lá, troquei o dinheiro no aeroporto mesmo, tem várias casas de câmbio por lá, cheguei de madrugada e já estavam abertas. Ainda que pela cidade tenham outras casas de câmbio, o valor no aeroporto não estava muito diferente, então achei mais garantido. Troquei para os 4 dias U$ 200, deu cerca de 4000 pesos e foi suficiente, não fiz muitas compras mas entramos em vários museus e comemos bem.

Onde se hospedar na Cidade do México

Nos hospedamos na Avenida Paseo la Reforma, uma espécie de Avenida Paulista mexicana, com várias empresas, consulados e cafés por perto. Achei essa região bem tranquila, o único defeito era que para o metrô que não era muito perto, tínhamos que andar uns 15 minutos.

Nossa outra opção de hospedagem era na Zona Rosa, que é mais movimentada e turística e tem várias lojas, restaurantes e bares ao redor. Depois que visitei a Zona Rosa não me arrependi de escolher a Reforma, achei bem mais tranquila.

Nosso hotel foi o Empório Reforma. O atendimento foi muito prestativo e simpático, o preço foi bom e o quarto era amplo. O preço também foi bom, o quarto quádruplo para 3 noites deu cerca de R$ 1300 no total (pouco mais de R$300 para cada no total). O café da manhã era pago a parte, U$11, mas foi o café da manhã mais completo que já vi em um hotel.

A avenida do nosso hotel era assim. Algumas partes bem arborizadas, outras com mais prédios. Mas muito bonita e movimentada.
A avenida do nosso hotel era assim. Algumas partes bem arborizadas, outras com mais prédios. Mas muito bonita e movimentada.

Trânsito e Metrô

O metrô cobre boa parte da cidade, é rápido e barato. Cada trecho sai por 5 pesos mexicanos, cerca de R$ 0,70. O trânsito é bem congestionado em alguns horários do dia, por isso o metrô é uma excelente opção. Algumas vezes precisamos de táxi, caímos em golpes (relato abaixo) e depois andamos só de Uber, que estava super em conta (andamos muito nesses 4 dias e longas distâncias, como Xochimilco) e no final, não chegou a R$100 no meu cartão). Fora isso, a cidade é bem plana e também andamos muito a , de um bairro a outro. Pelo que senti, a cidade pareceu bem tranquila e em nenhum momento nos sentimos inseguros. É bem policiada, mas claro, tome os mesmos cuidados que devemos tomar em qualquer cidade grande.

transito cidade do mexico

Golpes

Caímos em um golpe de um taxista, fomos cobrados a mais por outro e quase caímos em outro nas Trajineiras. Detalhei os dois golpes aqui nesse post.

Quanto tempo ficar na cidade

Ficamos 4 dias inteiros, conhecemos praticamente tudo o que estava planejado mas foi bem corrido e cansativo. Acho que 5 dias seria ideal para fazer tudo com calma. Se ficar mais tempo, vale incluir no roteiro cidades como Puebla, pertinho da capital e quem sabe até Acapulco, que fica a cerca de 300km da capital.

Vou fazer um post sobre nosso roteiro e atrações e vou atualizando esse aqui. 😉

O Viajapinha é parceiro do Booking, por isso, ao fazer a reserva da sua hospedagem por um de nossos links, você me ajuda a manter o blog, pois ganhamos uma pequena comissão, e você não paga a mais por isso:

booking_viajapinha

Você também pode gostar de

9 thoughts on “Cidade do México – tudo o que você precisa saber para planejar sua viagem

  1. Olá,
    pretendo ir em setembro para o mexico.
    gostaria de saber como foi a imigração no aeroporto de ciudad de mexico… se voce estava sozinha, ou com namorado..
    vc viu alguem sendo levado para a tal salinha?
    andei lendo sobre deportação de brasileiros e isso é um pouco desestimulante…

    1. Oi Michely, eu estava com meus pais e minha irmã. Foi super tranquilo, a pessoa que nos atendeu foi simpática. A grande maioria das pessoas do meu voo estava em conexão para os Estados Unidos. A gente só entregou o formulário que entregam no avião e nos perguntaram quantos dias iríamos ficar e se ficaríamos somente na Cidade do México ou se iríamos para outra cidade. Não vimos ninguém sendo barrado ou levado para nenhum lugar. De qualquer maneira, levamos todos os nossos comprovantes (de hospedagens, passeios e passagem de volta), caso perguntem, é sempre bom ter tudo em mãos. A Cidade do México é super legal, espero que você goste. 🙂 Bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *