koh wa talab

Angthong Marine Park – visitando algumas ilhas lindas da Tailândia

Na região da ilha de Koh Samui tem dois passeios de um dia que são mais famosos: para Koh Nangyuan e Koh Tao e para o Angthong National Marine Park, que foi o que fizemos. Nesse post vou contar como compramos o passeio e todas as informações.

[Confira aqui o post com nosso roteiro de 15 dias no Sudeste Asiático e sobre as informações para ir para a Tailândia]

Ficamos só três dias em Koh Samui, e pelo menos um deles queríamos fazer aqueles passeios de barco pelas ilhas do Golfo da Tailândia. Foi bem difícil decidir entre Koh Tao e Angthong, pedimos opiniões para vários locais e a explicação era sempre a mesma: Se você quer relaxar, ficar mais de boa, vai pra Koh Tao. Se você quer um dia mais agitado e com mais atividades, vai pra Angthong. Ambas são lindas e não nos arrependeríamos.

Logo que chegamos vimos em um flyer no hotel que o preço das duas era quase que o mesmo: 2200 baht, que incluía, passeio e almoço. No caso de Angthong, que é um parque nacional, teria mais 300 baht que é uma taxa para entrar na ilha.

Aqui vai minha primeira dica: não compre esse passeio com antecedência do Brasil porque lá você consegue preços melhores. Na primeira noite que fomos passear pela cidade, paramos em todas agências pra ver o preço. Chegamos em 1400 baht, sem nem pechinchar muito, quase R$80 de desconto por pessoa (talvez por estarmos em 4 pessoas tenha ajudado pra conseguimos um preço ainda melhor). Decidimos perguntar no nosso hotel, já que lá eles também vendiam e falaram que nos fariam pelos mesmos 1400 baht por pessoa (mais os 300 baht não inclusos). Fechamos com eles pois nos sentimos mais seguros combinando direto no hotel.

O passeio

Quando fechamos o passeio, pediram para esperarmos às 8h na recepção do hotel. O hotel também deixou toalhas separadas para levamos no passeio, queridos. 🙂 Pouco depois das 8h, uma van veio nos buscar para levar até o local onde pegamos o barco.

O local era tipo uma rodoviária à beiramar (olha o vídeo no final do post). Lá fizemos um check in, amarramos uma fitinha verde limão no pulso (pela cor eles diferenciavam as pessoas de cada barco). Tinha um café da manhã de graça lá também, com uns pãezinhos, frutas, café e suco. Depois de cerca de meia hora, chamaram a gente pro nosso barco e começou o passeio.

Dentro tinha coletes salva vidas em cada lugar e todos colocamos. Tinha também água e sucos à vontade no fundo do barco. Fizemos uma pequena parada na ilha de Koh Phangan pra pegar mais umas pessoas e depois quase uma hora de barco (e era um speed boat). Outra coisa que esqueci de comentar: alguns passeios tem o longtail boat que é mais lento, nós optamos pelo speed boat que é bem mais rápido.

Durante todo o caminho tem essas formações rochosas.
Durante todo o caminho tem essas formações rochosas.

passeio de barco tailandia

Então, a primeira parada oficial do passeio foi para o Snorkeling. Paramos em alto mar, mas próximo de uma ilha não explorada, então era uma parte mais rasa (pelo mapa é uma ilha chamada Koh Wao). Aliás, chegamos a conclusão que Koh significa ilha, hahaha.

snorkeling tailandia
Tiramos essa com a Gopro

No início fiquei com medo de pular do barco, haha, mas depois de ver todo mundo pulando e vamos todos com o colete salva vidas, criei coragem e fui. Valeu muito a pena, a água é super cristalina e dá pra ver até o fundo (no vídeo no final do post tem um trechinho). Eu nunca tinha feito snorkeling, então acho que pra uma primeira experiência foi excelente. Os outros barcos também param no mesmo lugar, teve uma hora que tinham outros três barcos (e seus tripulantes) por ali.

Nessa foto não aparece, mas pro outro lado parecia o naufrágio do Titanic de tanta gente na água, kkkk
Nessa foto não aparece, mas pro outro lado parecia o naufrágio do Titanic de tanta gente na água, kkkk
Sem filtro :)
Sem filtro :)

Em seguida, mais cerca de meia hora e chegamos na Koh Wua-Talab, essa sim uma ilha maior e com mais estrutura. É um dos lugares mais lindos que já vi. Essa parada dura pouco mais de duas horas. Nesse tempo podemos escolher entre subir para o mirante ou fazer caiaque. Eu escolhi o mirante, que fica 500m acima do nível do mar. Quase morri subindo, por motivos de sedentarismo, haha.

A ilah de Koh Wa-talab
A ilah de Koh Wa-talab
Por dentro da Ilha <3
Por dentro da Ilha <3

Antes de subir, tem um banheiro e também um guarda volumes gratuito. E daí começamos. Quando chegamos no primeiro mirante, de 100m eu já não tinha mais forças, haha. Estava muito, muito calor, já era meio dia e a subida foi toda feita de havaianas, haha. Deixei a mochila em um guarda volumes, então não tinha levado nem uma água (achei que ia ser fácil e não peguei). Mas devagar e sempre e com a companhia de várias outras pessoas que também paravam pelo caminho, quase uma hora de subida depois, chegamos lá. E valeu a pena. Parecia que eu estava dentro de um filme. Pena que como demoramos pra chegar lá em cima, já era quase hora de descer, haha. E também porque não tem sombra (no caminho tem por causa das árvores, mas lá em cima não) por isso o calor era demais.

Vista do primeiro mirante
Vista do primeiro mirante
Subindo e parando, hahaha
A sentada sou eu, subindo e parando, hahaha
mirante angthong
Em outro mirante durante a subida
parque nacional angthong tailandia
E a vista vai só melhorando
passeio koh samui
Parecia nublado mas não era, era aquela neblina de calor. Em algumas fotos ficou assim…

Pra baixo todo santo ajuda, então a descida apesar de longa, foi fácil. Chegando embaixo, já estavam servindo o almoço, era arroz, um tipo de frango, um macarrão e umas frutas. Eu não estava sentindo fome, só sede, comi um pouco, e logo depois fomos pegar um pouquinho de praia antes do barco partir.

O espaço pro almoço
O espaço pro almoço
E depois mais uma praia
E depois mais uma praia

A terceira e última parada foi pra conhecer o Emerald Lake, Talai Nay em tailandês. É um lago bem no meio da montanha que já é uma ilha. É lindo e surreal. Não dá pra chegar no lago, só ver de cima. Pra chegar no mirante do lago precisa subir umas escadas, mas depois daquele mirante, essa foi mamão com açúcar, haha. Na verdade, essa tinha uns degraus bem estreitos, por isso descer é que foi mais difícil.

talai nay thailand
Emerald Lake
talai nay
Uma tentativa de panorâmica pra mostrar que é dentro da montanha mesmo.
subida emerald lake
E vários lances de escada assim, estreita e alta.

Fiz esse vídeo com toda a minha falta de habilidade pra edição, mas dá pra ter uma ideia do nosso passeio inesquecível:

Na hora de voltar, foi um pouco mais de uma hora até Koh Samui. Pegamos a mesma van que nos deixou no hotel, já era quase 17h e ainda assistimos o pôr do sol da praia, mais uma vez. 🙂

O pôr do sol da piscina do nosso hotel. :)
O pôr do sol da piscina do nosso hotel. 🙂 Era essa paz o dia todo.

No fim, nosso único arrependimento foi não ter tirado um dia a mais pra ir até Koh Tao também, já que amamos muito esse passeio em Angthong. Mas sim, é um dia bem movimentado e cansativo, essa noite era o dia que queríamos dar uma volta nos barzinhos de Koh Samui, óbvio que isso não aconteceu, hahaha.

Eu trouxe o folder da empresa que nos levou, foi a Lomlahkkhirin (eita, kkkk). Provavelmente em várias agências você vai encontrar sobre eles.

 O Viajapinha é parceiro do Booking, por isso, ao fazer a reserva da sua hospedagem por um de nossos links, você me ajuda a manter o blog, pois ganhamos uma pequena comissão, e você não paga a mais por isso:

booking

Você também pode gostar de

Deixe uma resposta