Search here...
TOP
Estados Unidos Flórida Orlando Walt Disney World

1 dia no Animal Kingdom da Disney – roteiro e atrações

Depois de já ter contado sobre como começar um planejamento na Disney, sobre o nosso roteiro de 10 dias em Orlando, sobre o Magic Kingdom, Hollywood Studios e Epcot, chegou a vez do último, mas não menos importante, 1 dia no Animal Kingdom. Nesse post vai ter minhas recomendações de Fast Passes, restaurantes e atrações.

Porém, confesso que é o mais difícil pra mim para escrever, porque mesmo já tendo ido várias vezes lá, eu SEMPRE me perco, haha. No início era o que eu menos curtia, mas hoje eu acho imperdível. Tem muita, muita coisa pra fazer lá e eu até hoje não fiz tudo. É uma infinidade de atrações e shows, e eu provavelmente esquecerei de várias aqui (se você notar alguma dica legal que faltou, deixa aqui nos comentários).

O parque, que se passa também na África e Ásia, fala muito sobre essa diversidade cultural, com apresentações de música, dança, teatro e com Cast Members que vieram desses países e tem muito o que compartilhar. Acho que esse é um dos motivos de eu gostar tanto desse parque. <3

Além disso, o Animal Kingdom também foca nas questões de proteção animal e conservação do meio ambiente. Eu sou super desconfiada de atrações turísticas com animais (quem lembra dos posts no santuário dos elefantes na Tailândia?), mas, por já ter trabalhado na Disney, acredito sim que a preocupação e os projetos são legítimos e conheço alguns das dezenas desses projetos de preservação, resgate e apoio às causas ambientais. Algumas delas são bem recentes, como o que foi lançado junto com a estreia do filme Rei Leão, o Protect the Pride, que junto com as doações da Disney e venda de produtos, pretende alcançar com a U$3 mi de dólares que serão doados para a proteção dos leões na África.

É possível conhecer no site da Walt Disney Company todas as iniciativas da organização relacionadas ao meio ambiente e também saber mais sobre outros projetos, como o Disney Conservation Fund (que é mais famoso e você acaba ouvindo falar muito sobre ele no parque).

Essa foto eu tirei em 2014, essas araras não estão em grades, estavam soltas pelo parque. Em seguida elas saíram voando pra longe. 🙂

Dito isso, vamos às informações do Animal Kingdom!

[Reserve sua hospedagem em Orlando aqui]

Horários

O Animal Kingdom normalmente funciona das 9h às 21h30 (no inverno até às 20h), mas é um parque que depois que anoitece eu acho tudo muito escuro. Por isso, priorize chegar cedo para aproveitar muito e quem sabe poder ir embora mais cedo (dependendo, ainda rola um Disney Springs ou outlet depois né?). Sempre confirme os horários no site ou app quando estiver montando o seu roteiro.

Estacionamento

Assim como nos outros parques, o estacionamento também custa U$25 com as taxas. Mais uma vez, não esqueça de tirar foto de onde deixou o seu carro. Ele é relativamente perto da entrada do parque, mas tem daqueles trenzinhos para pegar as pessoas.

[Alugue seu carro com a Rent Cars nesse link]

A gente nos carrinhos do estacionamento começando nosso dia chuvoso (fomos antes no Walmart, onde as capas são menos de U$4, no parque é cerca de U$8)

Fast Pass no Animal Kingdom

Desde que a área do Avatar inaugurou, esse parque ficou ainda mais popular. Também pudera, a atração Flight of Passage é hoje, na minha opinião, a melhor da Disney. E olha que digo isso depois de passar 3 horas na fila! Sim, além de filas enormes, é difícil conseguir Fast Pass para ela.

Mas vamos lá, em ordem de preferência, minhas indicações para Fast Pass+ (no link tem o post sobre como reservar) em cada grupo:

Grupo 1: Flight of Passage – essa é a atração da vez! Se você não conseguir de primeira, fique tentando até a data da sua viagem e mesmo durante a sua visita no parque. Caso não consiga, faça como a gente: visite tudo no parque e vá nessa por último, assim você não perde nenhuma outra atração.

A outra opção no grupo 1 é o Na’vi Rivers Journey, que só fui porque foi o FP+ que conseguimos, porque não tem nada de mais, é uma atração bonita e só, não indico pra mais de meia hora de fila, haha.

Grupo 2: Kilimanjaro Safari (dê preferência pela manhã, os animais aparecem mais) e o Expedition Everest (AMO). Se você for em baixa ou média temporada, deve conseguir esses tranquilamente. Caso não consiga (ou não goste de montanha-russa, no caso do Everest), tem a Dinosaur ou o Primeval Whirl (esse é montanha russa, mas bem levinha, haha). Depois de usar essas, você pode pegar o do Rivers of Light que é à noite. OBS: Se estiver bem calor e você não se importar em se molhar muito, tem o Kali River Rapids, que é muito legal, mas te deixa encharcado!

Discovery Island

É bem o “meio” do parque, onde fica a Árvore da Vida. Ali na esquerda da Árvore em direção à Ásia é onde você pode pegar o livrinho do Wilderness Explorer, uma brincadeira do tipo caça ao tesouro, que a criança vai cumprindo tarefas pelo parque e ganhando insígnias para completar. É inspirado no escoteiro do UP!, gratuito, mas é preciso saber inglês para a maior parte das tarefas.

Nenhum parque é legal com chuva, mas esse acho que é o mais difícil 🙁 Ainda assim, lindo!

Ali também fica o It’s Tough to be a Bug, um teatrinho 4D do Vida de Inseto, muito legal! Não precisa de FP+, porque é daqueles teatros que cabem muita gente de uma vez, mas imperdível!

Nessa região também ficam o Mickey e a Minnie com roupinha de Safari e o Russel e o Dug (esses você só encontra aqui!).

Essa foto é de 2014, quando eu estava lá no verão <3

Aqui no Discovery Island tem vários pontos legais de fotos, lojinhas e quiosques de comida. Pra quem quer comer gastando pouco, tem o Pizzafari (que vende óbvio: pizzas). Baratinhas e onde eu comia muito no College Program, haha.

África

Eu AMO essa área. Sempre tem atrações musicais e de dança e acho os detalhes tão perfeitos!

Aqui fica o Kilimanjaro Safari (que eu estou torcendo pra que você tenha pego um FP+ cedo) e o Festival of the Lion King – meu show preferido, vi mil vezes e sempre me emociono! Pra esse não precisa de FP+ porque é um teatro e tem de hora em hora, só chegue um pouquinho mais cedo pra entrar na fila.

Esse Festival, não percam, é tão lindo!!!!

O Safari é nesses ônibus, dá pra ver? Lá no fundo da foto

Tem também o Rafiki’s Planet Watch, onde você pega um trenzinho e vai para outra área. Eu só fui uma vez na minha primeira vez lá e sei que algumas coisas mudaram, mas tem a Affection Section, onde você tem uma pequena interação com animais (mais de fazendinha, tipo cabras),tem a área de cuidados dos animais, espaço veterinário (até as salas de exames dá pra ver) tipos de comidas que eles comem. É bem legal e super educativo.

Outra coisa importante sobre essa área: É aqui o Tusker House, um dos restaurantes que eu indico (indico, mas nunca fui, haha). Como é refeição com personagens, precisa de reserva com antecedência! Tem o Donald, Margarida, Mickey todos com roupinha fofa de safari.

[Já tem sua hospedagem em Orlando?]

Ásia

Nessa área também tem muita atração legal. O Everest (de novo, torcendo pra você ter o FP+) fica aqui e bem na frente o espaço do Rivers of Light, a atração noturna.

Aqui é um ponto famoso pra foto. Percebe que o altar faz exatamente a forma do Everest? Amo esses detalhes da Disney!

Já na chegada, tem o UP! A Bird Adventure, que é uma atração com pássaros super bonita. Também dispensa FP+, você sempre acaba conseguindo entrar.

Uma águia na mão dela. Esse é o Up

E se tiver calor e você disposta (o) a se molhar: Kali River Rapids, que é daqueles carrinhos caindo por um rio (molha muito, mesmo no verão eu fiquei incomodada, haha).

Dinoland

Essa parte é a alegria mais das crianças, mas tem duas atrações que eu gosto: Dinosaur, que é uma atração pra ver dinossauros em um carrinho (pode ter filas, então vale um FP+ adicional) e o Finding Nemo, showzinho do Nemo, que assim como o do Rei Leão, é um teatro, então dispensa FP+.

Se der tempo, vá no Finding Nemo, também é um teatro, lindo e super colorido!

Na área do Primeval Whirl fica um Pateta de circo pra tirar fotos e tem várias daquelas brincadeiras de feiras americanas, mas são pagas à parte.

Também tem uma área que crianças pequenas amam, chamada The Boneyard, que é tipo um playground misturando com exploração de fósseis (na verdade eu nunca entrei, só vi de fora, mas sei que é sucesso, haha).

Um dos lados do Boneyard, as crianças amam!

Pandora – The World of Avatar

E agora por último, mas não menos importante, a “nova” área do parque. Eu que nem gosto de Avatar digo: é perfeito demais! Tudo muito grandioso, colorido… A Disney se supera sempre (sim, sou bem puxa saco, haha).

Aqui tem só duas atrações: Na’vi’s River Journey, que é bonita e só isso, não perderia mais do que 40 minutos nessa fila e o Flight of Passage, que essa sim valeu as três horas de espera. A Flight of Passage é o melhor simulador de toda Orlando (claro, na minha opinião). Se você não tiver conseguido FP+, mesmo tentando durante todo o dia, tente chegar bem cedo e ir direto pra essa atração. Se ainda assim tiver muita espera (mais do que 1h30, 2h), fique cuidando durante o dia e se não baixar, deixe por último, depois de já ter ido em tudo o que você queria.

Na fila do Flight of Passage

Nessa última vez nós almoçamos no Satu’li Canteen, que é um Quick service todo temático do lugar com umas comidas muito diferentes! Vou deixar fotos dos nossos pratos aqui:

Esse foi o meu. Na descrição era arroz, feijão e carne com um molho, mas o molho era meio azedo, então não achei maravilhoso não. Custou uns U$16.

Esse foi o das meninas, é um hambúrguer, haha. Com aqueles pãezinhos chineses e a carne dentro. Foi uns U$ 13 (não lembro exatamente, haha)

O Animal Kingdom não tem show de fogos (pra não assustar os animais), mas tem dois shows noturnos: O Rivers of Light (que é recente e eu nunca vi, na última vez eu tinha FP+, mas estava na fila do Flight of Passage), mas que é um espetáculo no rio na frente do Everest. Na alta temporada tem até dois shows por noite, e como os lugares são limitados, vale deixar um último FP+ para lá. E o Tree of Life Awakenings, que é um show de projeção na Árvore da vida, meia hora antes do parque fechar, a cada 10 minutos.

O Viajapinha é afiliado do Booking, por isso, ao fazer a reserva da sua hospedagem por um de nossos links, você me ajuda a manter o blog, pois ganhamos uma pequena comissão, e você não paga a mais por isso. Clique no link que ele vai te direcionar direto pra página de Orlando😉.

Para alugar carro, nós sugerimos a Rent Cars, que foi onde fiz a nossa reserva nessa última viagem.

Não viaje para os Estados Unidos sem fazer o seu seguro saúde. Nós somos parceiros da Real Seguro Viagem, que faz a sua cotação com as agências. (Ainda vou fazer um post sobre a importância do seguro, mas em hipótese nenhuma viaje sem um!). Contratamos com eles e nessa da Disney precisamos usar para poder pegar uma receita de remédio.

Confira aqui o vídeo da nossa viagem:

«

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *