Search here...
TOP
Dicas de viagem Estados Unidos Flórida Orlando Walt Disney World

Como agendar Fast Pass para a Disney – Orlando

Quem está indo pra Disney sabe que é preciso um super planejamento pra organizar tudo pra fazer o máximo de coisas e gastando o mínimo possível. Uma das etapas desse planejamento é a reserva dos Fast Passes, que são os corta filas gratuito oferecido para a Disney. Eu estou nessa fase, então fiz esse post pra compartilhar o passo a passo pra reservar o Fast Pass.

[Confira o post com tudo o que você precisa saber para começar a programar sua viagem para Orlando e o roteiro dos parques: Magic Kingdom, Epcot, Hollywood Studios e Animal Kingdom]

Já contei em post anteriores que já trabalhei na Disney por duas vezes, uma no programa International College Program, o ICP, durante minha faculdade e outra vez no International Park Greeter, ou carinhosamente chamado de Super Greeter, em 2014. Na primeira vez (que já faz um tempinho), os fast passes eram aqueles à moda antiga, em que precisava ir até a atração e pegar um bilhete físico. Já em 2014, peguei bem o início do uso das Magic Bands e agendamento do FP pelo aplicativo da Disney. Tivemos bastante treinamento e inclusive passamos um dia de trabalho só passeando pelo Magic Kingdom pra ver como era o uso das pulseiras, foi incrível! Mas mesmo assim, como eu era cast member da Disney, não reservava FP+ com regularidade, só sabia o suficiente pra instruir os guests.

O tipo de fila que o Fast Pass te salva! (Apesar de as filas serem essa coisa linda, não valem a espera, haha)

[Clique aqui para garantir sua hospedagem em Orlando e aqui para reservar o seu carro]

Vou pra Disney em fevereiro acompanhando 4 pessoas e agora, faltando menos de 30 dias pra viagem estamos na luta pra conseguir cortar a fila das atrações mais concorridas. Por isso fiz esse passo a passo do nosso agendamento:

  1. Baixe o app da Disney, o My Disney Experience e crie uma conta (essa mesma conta pode ser usada no site). Com ele, mesmo sem o ingresso você pode ver o tempo nas filas em tempo real, menu dos restaurantes entre outras coisas.
  2. Crie os perfis do seu grupo. Eu coloquei que iria administrar todos que criei. Pra isso precisa do nome e data de nascimento de cada um. (Pelo site é mais fácil e rápido de fazer essa parte).
  3. Compre os ingressos. Sem eles você não terá acesso à área dos Fast Passes. Eu comprei com um revendedor (só compre com os autorizados, tem muito golpe com isso por aí).
  4. Na compra, é preciso informar a data do primeiro uso do ingresso. Você terá dias de uso de acordo com o número de dias que comprar. Por exemplo, comprei 4 dias de parque, tenho 7 dias para usá-los a partir do dia que coloquei como primeiro. Já compre sabendo a data, pois para alterar é cobrado.
  5. Alguns dias depois da compra, irão te enviar um código (no meu caso foi enviado pelo revendedor que eu comprei). É ele que você usa pra linkar os ingressos no aplicativo.
  6. Dica: Tentei linkar pelo aplicativo e dava não encontrado, tentei pelo site da Disney e deu certo.
  7. O acesso à parte do Fast Pass não estará disponível antes do que 30 dias da sua visita. Se você tiver hospedado em hotel da Disney, é com 60 dias de antecedência (quando linkei os ingressos, achei que faltava os 30 dias e não consegui acessar. Entrei em contato com a Disney, que me informou que como esse mês tem 31 dias, no dia seguinte estaria disponível).
  8. A partir do primeiro dia de uso do parque, às 7h da manhã eastern time (horário em Orlando, que agora com o horário de verão no Brasil é às 10h da manhã aqui), vão liberar o seu acesso ao Fast Pass.
  9. Quando você entrar no aplicativo, seleciona a data, o parque e as pessoas que você vai fazer a reserva. Em seguida já irão aparecer as atrações.
  10. Eu estou entrando todo dia pontualmente, mas ainda assim, alguns já abrem esgotados, como é o caso da atração do Avatar no Animal Kingdom, Flight of Passage e a montanha russa dos sete anões no Magic Kingdom, a Seven Dwarfs Mine Train. Tente entrar na hora exata já sabendo para quais você quer, pois em dias de muito movimento esgotam rápido. Na dúvida reserve pra tentar editar depois.

Essa fila do Avatar o que tem de bonita tem de demorada!

  1. Na dos sete anões, em uma das tentativas, consegui pra uma pessoa e reservei. Mas não estava conseguindo editar pra adicionar mais pessoas.
  2. Por isso, é importante que você fique tentando, pois as pessoas trocam o tempo todo e pode ser que uma hora abra pra você. Alguns dias depois eu consegui pra Seven Dwarfs, mas para as 21h30 (o show de fogos nesse dias era às 20h).

disney fast pass

como reservar fast pass na disney

Essa do Na’vi River Journey eu não amei, acho que não vale a espera na fila não, kkkk. (A Flight of Passage vale demaaaais)

modificar fast pass

Outras dicas:

  1. No Epcot, Animal Kingdom e Hollywood Studios os Fast Passes são divididos em dois grupos: grupo 1 das atrações mais concorridas e grupo 2 das menos. Na hora de reservar você não irá ter problemas, porque aparecem em partes separadas, para que (de maneira intuitiva) você só consiga reservar uma do grupo 1 e duas do grupo 2. (Por exemplo, no HS reservei o Toy Story Mania no grupo 1 e a Hollywood Tower e a montanha-russa do Aerosmith no grupo 2). Quando eu fizer o post por parque, vou indicar as que eu indico em cada um. 😉
  2. Quando estiver planejando, abra um mapa do parque pra ver a localização de cada atração. Os parques são enormes e otimiza muito o seu tempo tentar agendar na sequência que você iria no parque. Eu fiz um planejamento de onde estaremos em cada horário e tentei organizar assim o FP+.
  3. Depois que você USAR os três FP+, você pode agendar um quarto, usar e agendar outro e assim por diante. Por isso é ruim quando você agenda pra muito tarde (como eu fiz com a montanha dos sete anões), pois perde a chance de agendar outros.
  4. Ainda assim, preferi agendar pra mais tarde mesmo, caso a fila esteja muito longa (confiro os horários pelo app o tempo todo e hoje estava 2h30 de espera), assim garanto que a gente vai, mesmo que seja o último. Caso esteja rápido no dia – o que eu duvido -, encaramos a fila e troco o FP. 🙂
  5. Confira a programação do dia no parque e cuide pra não concorrer com shows que tem horário. (Já dá pra ver pelo site da Disney o calendário com bastante antecedência). Eu tinha reservado um na Frontierland às 14h30 – 15h30, mas aí lembrei da Festival of Fantasy às 15h e que gosto de ver da Main Street, então não daria tempo. Mesma coisa pra Seven Swarfs, que reservei pra depois da Happily Ever After, que é às 20h porque queremos chegar antes pra garantir um lugar legal.
  6. Depois que você reservou todos os FP+ em cada dia e em todos os dias para os quais você comprou ingresso, você não vai conseguir nem olhar as outras opções, vai aparecer que você já não tem mais. O jeito é você entrar nos seus planos, pegar um FP+ que você já tenha feito e ir em modificar. Eu faço assim pra verificar se abriu pras outras atrações que eu quero, já indo ver pela atração que eu quero trocar.
  7. O app é bem intuitivo e fácil de usar.
  8. Não é FastPass, mas é sempre bom lembrar: Não viaje sem fazer um seguro saúde!

Vou compartilhar a viagem pelo instagram @viajapinha, acompanhem lá.

O Viajapinha é afiliado do Booking, por isso, ao fazer a reserva da sua hospedagem por um de nossos links, você me ajuda a manter o blog, pois ganhamos uma pequena comissão, e você não paga a mais por isso. Clique no link que ele vai te direcionar direto pra página de Orlando 😉

booking_reserva

«

»

3 COMMENTS

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pingback: Orlando e Disney - tudo o que você precisa saber para planejar sua viagem - Viajapinha on 12 de fevereiro de 2019

Pingback: 10 dias em Orlando - Roteiro na Disney - Viajapinha on 12 de fevereiro de 2019

Pingback: 1 dia no Magic Kingdom na Disney - Roteiro - Viajapinha on 12 de fevereiro de 2019